(14) 99600-7788 | 99903-8983

Postado em 01/12/2017

EDITAL 01/2018 FAIP – BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

O Programa de Iniciação Científica (PIC) visa apoiar a política de Pesquisa Científica desenvolvida na Faculdade de Ensino Superior do Interior Paulista, por meio da concessão de Bolsas de Iniciação Científica (BIC) a estudantes de graduação integrados na pesquisa científica. São objetivos específicos do Programa:

·         Despertar vocação científica e incentivar novos talentos entre estudantes de graduação;

·         Contribuir para a formação científica de recursos humanos que se dedicarão a qualquer atividade profissional;

·         Estimular uma maior articulação entre a graduação e pós-graduação;

·         Contribuir para a formação de recursos humanos para a pesquisa;

·         Estimular pesquisadores produtivos a envolverem alunos de graduação nas atividades científica, tecnológica e artístico-cultural;

·         Proporcionar ao bolsista, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa, bem como estimular o desenvolvimento do pensar cientificamente e da criatividade, decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa;

·         Ampliar o acesso e a integração do estudante à cultura científica.

 

DURAÇÃO DA BOLSA

A bolsa terá duração semestral, ou seja, ao final do primeiro semestre letivo a bolsa será finalizada.

 

BOLSA

A Bolsa de Iniciação Cientifica para o estudante de graduação corresponde ao valor da tabela abaixo:

GRUPOS

CURSO

VALOR DA BIC

GRUPO I

ADMINISTRAÇÃO

R$37,40

PEDAGOGIA

R$37,40

PEDAGOGIA 2ª LIC.

R$37,40

EDUCAÇÃO FÍSICA BAC.

R$37,40

EDUCAÇÃO FÍSICA LIC.

R$37,40

GRUPO II

PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA R$45,40

GRUPO III

MODA

R$51,90

GRUPO IV

ENGENHARIA CIVIL

R$64,90

ENGENHARIA ELÉTRICA

R$64,90

ARQUITETURA

R$64,90

FISIOTERAPIA

R$64,90

 

ESTUDANTES

Requisitos: estar cursando a graduação da FAIP, e ter disponibilidade de dedicar-se, sem faltas, às atividades de pesquisa do Programa.

É de fundamental importância que o aluno que solicitar a Bolsa de Iniciação Científica tenha disponibilidade para comparecer, sem falta, aos encontros de orientação que ocorrem no penúltimo final de semana de cada mês (*) no período da tarde (Entre 13h e 15h30min). Sabendo, assim, que qualquer falta resultará no cancelamento imediato do benefício.

*Encontros:

Fevereiro: 17/02

Março: 24/03

Abril: 28/04 - será no úlitmo devido ao feriado no dia 21/04

Maio: 19/05

Junho: aguardando confirmação

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A LISTA DE ALUNOS JÁ APROVADOS PARA SOLICITAR A BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NA TESOURARIA DA FAIP, entre 4 e 15 de dezembro de 2017.

 

DATA PARA SOLICITAR A BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Todos os alunos que desejarem solicitar a Bolsa deverão fazer a mesma, direto na tesouraria no período de 4 a 15 de dezembro de 2017.

·         Os alunos que já fazem parte do Programa terão os projetos que foram entregues até dia 1 de dezembro de 2017 analisados. O trabalho receberá o parecer de aprovado ou reprovado. Estando aprovado o aluno passa a fazer parte dos beneficiados e poderá solicitar mudança do boleto na tesouraria a partir de 4 de dezembro, caso contrário poderá solicitar novamente com a apresentação de um novo projeto de pesquisa (apêndice 1) dentro do prazo estipulado (de 4 a 11 de dezembro de 2017).

* A lista dos alunos aprovados para o 1° semestre de 2018 estará disponível a partir de 2 de dezembro no site da faip (http://www.faip.edu.br/noticias).

·         Os alunos que não fizeram parte do Programa no 2° semestre de 2017, poderão solicitar a bolsa, na tesouraria, mediante apresentação de um projeto de pesquisa com os requisitos já estabelecidos pela FAIP (apêndice 1). Após entrega do projeto, o mesmo será analisado e receberá o parecer de aprovado ou reprovado. Estando aprovado o aluno passa a fazer parte dos beneficiados, caso contrário poderá solicitar novamente em junho, para o 2°semestre de 2018.

 

 

APÊNDICE 1

REQUISITOS PARA O PROJETO DE PESQUISA

1.                  CAPA

A capa deve ser toda feita em letras maiúsculas (com exceção do nome da cidade e ano de entrega), fonte Times New Roman, tamanho 12 e negritado (exceto o nome do autor, da cidade e ano de entrega) espaçamento 1,5 entre linhas. Margem esquerda e superior 3 cm, inferior e direita 2 cm. As informações devem ser apresentadas na seguinte ordem:

·         Nome da instituição;

·         Nome do autor;

·         Título;

·         Subtítulo (se houver);

·         Local (cidade) da instituição;

·         Ano de entrega.

 

2.                  RESUMO E PALAVRAS-CHAVE

Os projetos devem ser apresentados contendo um resumo em língua vernácula (Português), seguido de palavras-chave. O resumo consiste na apresentação concisa dos pontos relevantes de um texto. Não possuem parágrafos e devem ser estruturados de 200 a 400 palavras, com uma frase introdutória do trabalho, os objetivos, métodos de pesquisa, hipótese ou resultados esperados inseridos de forma implícita, sem utilização de tópicos. Os descritores (palavras-chave) devem ser indicados entre 3 a 5, extraídos do vocabulário "Descritores em Ciências da Saúde" (DeCS) http://decs.bvs.br/. Se não forem encontrados descritores disponíveis para cobrirem a temática do manuscrito, poderão ser indicados termos ou expressões de uso conhecido. O corpo do texto do resumo deve ser digitado em fonte Times New Roman, tamanho 12, justificado com espaçamento simples entre linhas.

As palavras-chave vêm imediatamente abaixo do resumo com primeira letra de cada palavra em maiúscula e o restante em minúsculas seguidas de ponto e vírgula e ponto final na última palavra.

 

3.                  SUMÁRIO

O sumário é a listagem das principais seções e outras divisões do trabalho. As informações constantes no sumário devem ser exatamente iguais às informações presentes no texto.

 

4.                  INTRODUÇÃO DO PROJETO

Existem várias formas de escrever uma introdução. Entretanto, é a parte do texto que, minimamente, traz a delimitação do tema e do problema de pesquisa e seus objetivos. Ou seja, a introdução deve trazer respostas às seguintes perguntas: O que será pesquisado? Para que será pesquisado?

Abaixo, duas formas de introdução:

4.1.            Introdução breve

Deve conter:

·      Explicitação do tema e do problema de pesquisa;

·      Justificativa pessoal, acadêmica, profissional e social;

·      Definição do (s) objetivo (s).

Tradicionalmente, é um modelo de introdução na qual o texto é mais breve e com pouca (ou nenhuma) citação. A opção por esse modelo requer que o projeto apresente a hipótese e a delimitação do quadro teórico em outros capítulos.

Entretanto, independente do modelo de introdução, a mesma deve trazer todas as informações necessárias à compreensão inicial do projeto.

 

 

5.                  QUADRO TEÓRICO

O quadro teórico é o momento no qual o autor dialoga com a literatura científica a respeito de seu tema, buscando: evidenciar trabalhos (iguais, semelhantes e/ou complementares) já desenvolvidos na mesma temática; expor consensos e/ou contradições sobre a temática; evidenciar sobre qual perspectiva teórica o trabalho será desenvolvido; explicitar os conceitos teóricos sobre os quais o trabalho se debruça e; elucidar em qual aspecto o projeto proposto se justifica. Como já dito, o quadro teórico pode ser descrito na introdução ou em capítulo à parte.

 

6.                  JUSTIFICATIVA

A justificativa do projeto está em íntima relação com o quadro teórico. Entretanto, é o momento no qual o autor informa seus motivos pessoais para a escolha do tema (justificativa pessoal), como esse tema pode contribuir para a ciência (justificativa acadêmica), em que medida o desenvolvimento do tema abre perspectivas para os desafios da profissão (justificativa profissional) e como esse tema pode contribuir para o melhor conhecimento e soluções de problemas da sociedade (justificativa social).

O texto referente à justificativa não necessita ser desenvolvido à parte, mas deve estar contido na introdução e/ou na explicitação do quadro teórico. Dentro dessas características, sugere-se que o texto da justificativa não ultrapasse 1 (uma) página.

 

7.                  HIPÓTESE

A hipótese é um elemento do projeto de pesquisa que explicita os resultados esperados com o desenvolvimento de pesquisa. O autor, com base na literatura, constrói uma ideia do que pode ser alcançado como resultado. A exemplo da justificativa, também é sugerido que o texto não ultrapasse 1 (uma) página.

 

8.                  MÉTODO DE PESQUISA

Essa é a parte do projeto de pesquisa destinada a explicitar todas as informações necessárias referentes aos procedimentos metodológicos e técnicos que serão utilizados na pesquisa. Ou seja, é o momento no qual o autor elucida como a pesquisa será desenvolvida. Para isso, deve conter:

·                    O tipo de pesquisa (experimental, epidemiológica, estudo de caso, etc.);

·                    Abordagem da pesquisa (qualitativa e/ou quantitativa);

·                    Material e instrumentos de coleta de dados;

·                    Amostragem (sujeitos, animais, literatura, etc.);

·                    Considerações éticas sobre a pesquisa;

·                    Forma de análise dos dados (estatística, análise de conteúdo, etc.);

·                    Categorias prévias de análise (se houver).

 

9.                  CRONOGRAMA

O cronograma elucida o tempo destinado para cada momento da pesquisa. É um item essencial, uma vez que permite a organização cronológica do desenvolvimento da pesquisa. Tradicionalmente o cronograma é feito em tabela e tem como base os meses do ano.

Abaixo, um exemplo:

Atividades

Fev.

Mar.

Abr.

Maio

Jun.

Revisão de literatura

X

X

X

 

 

Coleta de dados

 

X

X

 

 

Análise dos dados

 

 

X

X

 

Redação final

 

 

 

X

X

 

 

10.              REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS    

            É uma lista de todos os autores e trabalhos citados, efetivamente, no texto.

·                    As referências são alinhadas somente à margem esquerda, usando espaço simples entre as linhas e espaço duplo para separar uma referência da outra. O recurso tipográfico (negrito, itálico ou grifo) utilizado para destacar o elemento título deve ser uniforme em todas as referências do mesmo documento;

·                    É feita em ordem alfabética;

·                    Na ocorrência de autores com mesmo sobrenome, deve ser verificado o prenome. Na ocorrência de mesmo autor com obras diferentes, deve ser verificada a data da obra (da mais antiga para a mais atual);

Na ocorrência de mesmo autor com obras diferentes e com mesma data, acrescentar letras minúsculas após o ano da obra (no texto e nas referências).

 

 

FAEF FAIT FAIP Eduvale

Newsletter

Receba informativos e novidades em seu email


Fale Conosco

(14) 99600-7788 | 99903-8983
Copyright © 2017 GRUPO FAEF. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn.